PUBLICIDADE

Topo

Histórico

Categorias

Sexo oral em mulheres: você pode estar fazendo errado, mas a gente ensina

Universa

08/12/2019 04h00

Foto de golubovystock

Se você é um homem que gosta de vaginas, sexualmente ativo em 2020, entenda: não é mais aceitável um sexo oral meia boca. A época da lambidinha tímida ficou pra trás, assim como a época em que as mulheres aceitavam sair insatisfeitas de uma relação.

A boa notícia é que, com o advento da internet, dos memes, dos grupos de whatsapp, de face, blogs, redes sociais de sexo e aplicativos de pegação, só não melhora quem não quer.

Veja também

Pensando nisso, cá estou eu fazendo a minha parte 🙂 Para trazer uma linguagem mais acessível aos homens de plantão, resolvi entrevistar – voilá – homens! Eles me passaram aqui dicas que consideram essenciais pra mandar bem na cama (a gente concorda com tudo):

Dica 1 – Diferentemente da maioria dos homens, para mulheres o sexo oral é SEXO e faz parte do conjunto da obra. Portanto, tenha muita paciência e nada de pressa. Oral bem feito é oral com calma e sem hora para acabar.

Dica 2 – Não faça o desesperado e vá direto para a vagina. O ideal é começar com beijos pelo corpo, carícias, toques na barriga, coxas e, então, partir para o oral. Novamente, paciência é a chave.

Dica 3 – Comece massageando o clitóris com a ponta da língua, lentamente. Sua língua não precisa agir como uma máquina! Lembre que é a mulher quem deve determinar o tempo e a intensidade, portanto fique atento aos reflexos do corpo dela, intensidade da respiração, gemidos etc.

Dica 4 – Muitos homens sentem nojo dos fluidos corporais da parceira, mas sexo é interação e troca de líquidos em geral, desde suor à lubrificação. Se estiver com nojinho, melhor nem começar!

Dica 5 – Respeite o tempo e a intensidade da parceira. Homens chegam ao orgasmo em outro tempo, então não pense que ela não está curtindo simplesmente porque a coisa "tá demorada".

Dica 6 – Use as mãos enquanto realiza o sexo oral, tanto para acariciar o corpo da parceira quanto para explorar a vagina. JAMAIS esfregue o clítoris como nos filmes pornô. Isso causa dor e desconforto, nunca prazer.

Dica 7 – Não faça a linha "língua dura". A região da vagina é muito sensível, portanto, alterne entre a ponta da língua e a própria língua, massageando com suavidade e usando a saliva a seu favor. A saliva ajuda a deslizar e promove mais conforto para ambos.

Dica 8 – Olhe para sua parceira, demonstre que está curtindo chupá-la. Sentir-se desejada/desejado no sexo é importante e gostoso. Todos nós adoramos!

Dica 9 – Tome cuidado com a barba, pois pode machucar. A regra de ir com calma e suavidade também vale aqui.

Gostou? Agora vai o desafio: teste essas dicas e volte pra contar se funcionaram (ou o seu dinheiro de volta). Se tiver mais sugestões pra compartilhar, use a nossa caixa de comentários!

Sobre a autora

Mayumi Sato é meio de exatas, meio de humanas. Pesquisadora e diretora de marketing do Sexlog quer ressignificar a relação das pessoas com o sexo e, para isso, acredita que é preciso colocar a mão na massa, o que inclui decodificar o comportamento humano. Ao longo dos anos, estudando e trabalhando com o mercado adulto, passou a fazer parte de uma rede de mulheres interessadas e ativistas no assunto, por isso sabe que não está – não estamos – só. Idealizadora do cínicas (www.cinicas.com.br) e feminista sex-positive.

Sobre o blog

Dados e pesquisas sobre sexo e o comportamento dos brasileiros entre quatro paredes. Muita informação, tendências, dados – e experiências próprias! - sobre o assunto. Um espaço para desafiar tabus e moralismos em torno do sexo.

Mayumi Sato