Topo
Mayumi Sato

Mayumi Sato

Categorias

Histórico

Prazer anal para homem hétero: você sabe o que é pegging?

Universa

20/10/2019 04h00

(image: Freepik.com)

O termo pegging, em inglês, pode ser confuso ou não significar nada para você inicialmente, mas saiba que já é uma prática bastante comum e que tem crescido em relações heterossexuais. Simplificando, pegging é quando um homem é penetrado por uma mulher com um dildo ou vibrador.

Já falei em outros textos o quanto a região anal masculina sempre foi um tabu na sociedade, que infelizmente ainda associa o prazer no ânus com homossexualidade. Você, homem heterossexual, que gosta que sua parceira estimule sua região anal ou até mesmo te penetre, não é gay. A prática do pegging tem a ver com explorar novas formas de prazer e novas formas de conexão sexual.

Veja também

O prazer anal do homem existe porque a próstata, uma glândula que fica atrás do pênis e abaixo da bexiga (você já ouviu falar dela), é também uma zona super erógena. A massagem nesta região provoca um tipo de orgamo intenso e diferente do orgasmo com estímulos no pênis. Portanto, sentir prazer com penetração é algo biologicamente explicável pela anatomia masculina.

Felizmente, aos poucos, este tabu está sendo desconstruído.

O mercado de estimuladores de próstata, por exemplo, cresce vertiginosamente. A marca Aneros, especializada nestes produtos, relata que entre 2012 e 2018 suas vendas duplicaram. E outras marcas também reportam um crescimento de cerca de 40% ao ano para o setor.

O LoveHoney, um sexshop da Inglaterra, divulgou recentemente que as vendas de cintas (strap-on) cresceram cerca de 200% a partir de 2017. Ou seja, as pessoas estão mais interessadas na prática e comprando mais produtos próprios para isso.

Sexo, como sempre digo por aqui, deve ser feito sem preconceitos ou tabus. O que vale mesmo é experimentar com parceiros ou parceiras para entender o que te dá mais prazer. Na cama, desde que haja respeito e prazer, vale tudo!

Você, mulher, já praticou o pegging? E você, homem, já experimentou ou tem vontade de experimentar? Deixa sua opinião nos comentários.

Abaixo você entende um pouco mais a respeito do pegging.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre a autora

Mayumi Sato é meio de exatas, meio de humanas. Pesquisadora e diretora de marketing do Sexlog quer ressignificar a relação das pessoas com o sexo e, para isso, acredita que é preciso colocar a mão na massa, o que inclui decodificar o comportamento humano. Ao longo dos anos, estudando e trabalhando com o mercado adulto, passou a fazer parte de uma rede de mulheres interessadas e ativistas no assunto, por isso sabe que não está – não estamos – só. Idealizadora do cínicas (www.cinicas.com.br) e feminista sex-positive.

Sobre o blog

Dados e pesquisas sobre sexo e o comportamento dos brasileiros entre quatro paredes. Muita informação, tendências, dados – e experiências próprias! - sobre o assunto. Um espaço para desafiar tabus e moralismos em torno do sexo.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{user.alternativeText}}
Avaliar:

O UOL está testando novas regras para os comentários. O objetivo é estimular um debate saudável e de alto nível, estritamente relacionado ao conteúdo da página. Só serão aprovadas as mensagens que atenderem a este objetivo. Ao comentar você concorda com os termos de uso. O autor da mensagem, e não o UOL, é o responsável pelo comentário. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mayumi Sato