PUBLICIDADE

Topo

Histórico

Categorias

Casais adeptos ao swing criam estratégias para sobreviver à quarentena

Universa

26/04/2020 04h00

(Foto: JP Valery/Unsplash)

A quarentena continua e o que mais se vê nas redes sociais são planos para quando tudo isso passar: vão de almoços com os avós, visitas a parentes distantes, a festas lotadas, regadas a álcool e muita pegação.

Dentre os casais adeptos do swing, a troca de casais, o clima também é de ansiedade.

Veja também

Redes sociais para entretenimento adulto, mais especificamente para interessados em troca de casais, menage e orgias, apresentam um crescimento de 8 a 10% desde que a crise do covid começou.

Parece que, apesar de não ser a hora de se encontrarem ao vivo, essas redes continuam conectando pessoas que acabam criando as suas próprias táticas para sobreviverem ao fogo que arde sem se ver.

Essa semana fiz uma pesquisa com 1.200 casais de swing para perguntar: o que vocês têm feito para suportar essa quarentena? As respostas foram assim:

55% estão trocando mensagens com pessoas que querem encontrar ao vivo quando a quarentena acabar;
48% trocam nudes entre o casal e outras pessoas também;
46% assistem vídeos safados juntos com seus parceiros e parceiras;
41% ficam só espiando outras pessoas e fantasiando encontros futuros;
36% se satisfazem trocando mensagens picantes com quem já tinham contato antes.

Alguns desses casais detalharam um pouco mais as práticas:

"Estamos extravasando conversando com diversas pessoas por mensagem para conhecer após essa quarentena. Temos conversas totalmente picantes e que nos enchem de tesão, está sendo sensacional." – rabuda_picapreta

"Tenho renovado o álbum de nudes e mandado para o marido… Estou ficando boa nisso! Mando para ele e ele posta nas nossas redes" – lobacomtesao50

"Por conta de minha profissão, estou em isolamento com esposo e filhos. Estou num fogo, me masturbo todo dia." – escolhendocalcinhas

"Estou brincando de exibicionismo no condomínio, às escondidas, provocando vizinhos pela janela e quem mais passa pela minha rua." – casaltesudogaucho

"A nossa quarentena está regada a lives, cervejas, tira gosto, piscina e sexo a dois, mas confessamos que tudo isso chega uma hora que enjoa. Nos amamos e o sexo a dois é ótimo, mas gostamos muito do nosso estilo de vida e estamos agoniados sem a presença de uma terceira pessoa pra dar aquela apimentada na relação." – cslelequerelatopa

"Tenho brincado com a esposa, imaginando outros casais juntos, usando muitos vibradores." – casallgspi

E você, do que mais tem sentido falta nessa quarentena? E quais tem sido as suas táticas para manter o tesão em dia?

Sobre a autora

Mayumi Sato é meio de exatas, meio de humanas. Pesquisadora e diretora de marketing do Sexlog quer ressignificar a relação das pessoas com o sexo e, para isso, acredita que é preciso colocar a mão na massa, o que inclui decodificar o comportamento humano. Ao longo dos anos, estudando e trabalhando com o mercado adulto, passou a fazer parte de uma rede de mulheres interessadas e ativistas no assunto, por isso sabe que não está – não estamos – só. Idealizadora do cínicas (www.cinicas.com.br) e feminista sex-positive.

Sobre o blog

Dados e pesquisas sobre sexo e o comportamento dos brasileiros entre quatro paredes. Muita informação, tendências, dados – e experiências próprias! - sobre o assunto. Um espaço para desafiar tabus e moralismos em torno do sexo.

Mayumi Sato