PUBLICIDADE

Topo

Histórico

Categorias

Axilismo: tesão por axilas, você já ouviu falar?

Universa

29/03/2020 04h00

Photo by Radu Florin from Pexels

Você sabia que existe um termo específico pra quem tem tesão pelas axilas?

Pois é, chamado de Axilismo, ele é o tesão provocado pelas axilas ou o sexo realizado com a ajuda das axilas!

Eu não sabia disso, mas confesso que uma vez senti muito prazer ao ter as minhas axilas lambidas durante o ato sexual. Mas, foi uma vez só e apesar da experiência ter sido boa, não tive vontade de repeti-la, rs.

Procurei lá no Sexlog.com por mais pessoas que já tenham tido alguma experiência suvaquista (juro que o termo popular é esse!) ou sejam adeptos do fetiche e descolei esses dois depoimentos aqui:

"Minha relação com sovaco é antiga. Começa lá atrás, nos tempos da pré-adolescência, em que essa parte do corpo sempre me chamou a atenção nas pessoas. Uma regata à vista era sempre oportunidade de fascínio. Passar disso para cheirar camisetas usadas do meu tio e, assim, descobrir como a imagem era complementada por cheiros foi um pulo. Com o tempo, fui acostumando a ver isso como um tesão de fato, mas sempre meio na surdina… Sovaco peludo sempre foi meu foco e, quando mais novo, pelos corporais eram "out". Mas aí fui assumindo, confessando e afrontando. Hoje em dia, acaba sendo o modus operandi: mais importante que "ativo ou passivo?", a pergunta pra mim que vem mais fácil na boca ou nos dedos e que respondo mais facilmente é "Deixa eu cair de cara no teu sovaco (e você no meu)?". E, aí hoje, ficou in… Raras são as recusas. Muita gente curte, nos aspectos visual, gustativo e olfativo. Ainda bem! Mas de vez em quando a gente dá um empurrãozinho nas pessoas, pra elas se experimentarem mesmo, que nem o dia que eu falei pra galera que ia se encontrar numa suruba "Só tenho um pedido especial: 'bora todo mundo sem desodorante!". Tem também isso pra mim: sovaco é sovaco! Axila eu deixo pra quem curte sexo higienizado; definitivamente não é meu rolê, acho que já deu pra perceber rs" @suvaquista, 30 anos

"Nunca tive esse interesse, mas as minhas são bem peludas e uma vez saí com um cara que tinha tesão em cheirá-las suadas e pedia pra eu não usar desodorante quando fosse vê-lo. Mas eu não conseguia, sou muito fresco e com nojinho de suor, acabou não indo pra frente." Renato O., 39 anos

Fui tentar entender um pouco mais sobre esse fetiche e a resposta dele provavelmente está ligada à produção de feromônio, hormônio produzido tanto por insetos quanto mamíferos (no caso, nós) com a função de atrair sexualmente parceiros e parceiras, demarcar trilhas ou até se comunicar (esses dois últimos no caso dos insetos, eu espero).

Existem até perfumes, de marcas bem conhecidas, produzidos com feromônio que prometem aumentar o nosso poder de atração! Imagino que passar um desses e paquerar alguém que já é adepto ao axilismo, deve ser tiro e queda.

E você, gosta de axilas? E o cheiro das pessoas, faz diferença na hora da atração sexual? Me conta nos comentários!

Sobre a autora

Mayumi Sato é meio de exatas, meio de humanas. Pesquisadora e diretora de marketing do Sexlog quer ressignificar a relação das pessoas com o sexo e, para isso, acredita que é preciso colocar a mão na massa, o que inclui decodificar o comportamento humano. Ao longo dos anos, estudando e trabalhando com o mercado adulto, passou a fazer parte de uma rede de mulheres interessadas e ativistas no assunto, por isso sabe que não está – não estamos – só. Idealizadora do cínicas (www.cinicas.com.br) e feminista sex-positive.

Sobre o blog

Dados e pesquisas sobre sexo e o comportamento dos brasileiros entre quatro paredes. Muita informação, tendências, dados – e experiências próprias! - sobre o assunto. Um espaço para desafiar tabus e moralismos em torno do sexo.

Mayumi Sato