Topo
Mayumi Sato

Mayumi Sato

Categorias

Histórico

Masturbação feminina: é gostoso, faz bem, melhora o sexo e não é traição!

Universa

30/06/2019 04h28

Photo by Daria Shevtsova from Pexels

O ano é 2019 e muita coisa avançou na história sexual das mulheres, mas ainda restam muitas dúvidas e tabus a respeito de uma das mais interessantes formas de conhecer o próprio corpo: a masturbação. Se você quer saber como explorar melhor o prazer em seu corpo ou como desconstruir alguns mitos, venha comigo. 

1. Destrave a sua mente

O ponto principal para uma masturbação poderosa é uma mente relaxada. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, masturbação não é um problema ou perversão, mas algo natural do nosso corpo. É a ferramenta perfeita para conhecer o próprio prazer e os melhores estímulos sexuais. Esqueça tudo o que te disseram de negativo sobre o assunto, relaxe e explore sem culpa a sua própria anatomia.

Veja também

2. Homens se masturbam mais do que mulheres

Isso é mito, pois não existe uma relação entre freqüência de masturbação e gênero. O que existe é que, socialmente, homens foram mais incentivados a explorar a própria sexualidade e falar abertamente sobre o assunto; enquanto mulheres ficavam no sigilo, reprimidas ao se tocar e falar sobre o assunto. Hoje estamos mais abertas, encarando esse tabu de frente e sabemos que masturbação não é só coisa de homem ou que só homens precisam dela no dia a dia. Portanto, não passe vontade! 

3. Masturbação vicia

"Mito" entre aspas porque a verdade é que tudo pode viciar. Há pessoas viciadas em limpeza, em colecionar coisas, em alimentos e hábitos dos mais diversos. O que não é possível é demonizar a masturbação nesse sentido. Não existe nenhuma pesquisa ou recomendação médica a respeito da frequência que uma pessoa deve se masturbar; afinal, ela muda de pessoa para pessoa ou situação para situação. Como a masturbação é uma forma de autoconhecimento sexual, é provável que quanto mais você praticar, mais entenderá seu próprio desejo. Um ponto de atenção é se a masturbação, ou qualquer outro hábito, afetar as tarefas do dia-a-dia. Equilíbrio é sempre bom.

4. Masturbação é traição

Como o prazer individual pode ser considerado traição? Pelo contrário, conhecer melhor o próprio corpo pode ajudar a melhorar o sexo com seu parceiro e/ou parceira. É através da masturbação que você vai descobrir pontos mais sensíveis e formas de intensificar o orgasmo, algo que só tem a contribuir para uma transa mais íntima. Autoconhecimento é sempre um benefício.

5. É melhor não começar a se masturbar com vibradores

Mito. Explorar-se naturalmente, apenas com as mãos, é ótimo, mas há pessoas que sentem mais dificuldade de sentir prazer e atingir o orgasmo dessa maneira. Se você nunca se masturbou a ponto de perder os sentidos (no bom sentido, é claro), te aconselho a deixar o tabu em relação aos vibradores de lado e escolher um simplezinho pra começar (procure por um bullet no sexshop). Pode ser o início de uma nova relação com o seu corpo!

Masturbação feminina, portanto, é uma ferramenta de liberdade e de conhecimento sexual. E o melhor: só depende de você. 

Para mais dicas sobre siririca, assista o vídeo abaixo:

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Sobre a autora

Mayumi Sato é meio de exatas, meio de humanas. Pesquisadora e diretora de marketing do Sexlog quer ressignificar a relação das pessoas com o sexo e, para isso, acredita que é preciso colocar a mão na massa, o que inclui decodificar o comportamento humano. Ao longo dos anos, estudando e trabalhando com o mercado adulto, passou a fazer parte de uma rede de mulheres interessadas e ativistas no assunto, por isso sabe que não está – não estamos – só. Idealizadora do cínicas (www.cinicas.com.br) e feminista sex-positive.

Sobre o blog

Dados e pesquisas sobre sexo e o comportamento dos brasileiros entre quatro paredes. Muita informação, tendências, dados – e experiências próprias! - sobre o assunto. Um espaço para desafiar tabus e moralismos em torno do sexo.