menu
Topo
Mayumi Sato

Mayumi Sato

Categorias

Histórico

MILFs estão em alta. Lide com isso

Universa

01/07/2018 05h00

O termo MILF foi o segundo termo mais procurado nos principais sites de vídeos adultos em 2017. Mas, a propósito, você sabe o que é MILF?

A sigla resume o termo 'Mothers I'd like to Fuck' ou 'Mães com quem eu gostaria de transar', que coloca mulheres entre 35 e 50 anos, especificamente as que são mães, no centro dos desejos sexuais de algumas pessoas.

Estamos falando de homens e mulheres que se atraem por mulheres mais velhas, e experientes, que representam uma figura de autoridade.

Mas de onde vem esse fetiche?

A origem da sigla não é conhecida, mas acredita-se que tenha surgido com os primeiros sites pornográficos nos anos 90, dando início a uma consciência de que mulheres continuam fazendo sexo mesmo depois de ter filhos. Afinal, estamos falando de uma sociedade que associa a maternidade à falta ou redução de libido, o que não é verdade. Numa pesquisa do Sexlog, 55,27% das mulheres que são mães entrevistadas disseram que não houve mudança na vida sexual depois de teremos filhos e 42,83% disseram transar 4 vezes ou mais na semana.

Ou seja, mães continuam sentindo tesão e transando com frequência.

O lado positivo da atual popularidade das MILFs é reforçar que mulheres mais velhas (estamos falando de uma faixa entre 35 e 50 anos) podem ser atraentes, sedutoras e desejadas por pessoas de qualquer idade. São mulheres capazes de estabelecer novos padrões de beleza e aceitação de seus próprios corpos. Donas de si e dos seus desejos!

Também é comum que homens mais novos que desejam mulheres mais velhas busquem por uma figura de poder e dominação. O fetiche da dominatrix (quando o homem sente prazer ao ser submisso a uma mulher), por exemplo, as vezes pode estar associado ao MILF.

A configuração "homem mais velho e mulher mais nova" é vista como algo normal, afinal o senso comum afirma que o homem fica mais sedutor com o tempo. Entretanto, não fazemos a mesma associação com mulheres. Aquelas que ficam com homens mais novos são vistas como predadoras e desesperadas. O movimento MILF, portanto, é também uma forma de desafiar essa lógica permeada de moralismos.

Seja você um cara que gosta de MILFs ou uma mulher que se identifica com o termo, o importante é assumir o seu fetiche e viver o prazer sem culpa. Sexo pode e deve ser bom em qualquer idade, desde que seja feito com respeito e consentimento. Quando o assunto é prazer, não existem padrões.

E você, o que acha do assunto?

Sobre a autora

Mayumi Sato é meio de exatas, meio de humanas. Pesquisadora e diretora de marketing do Sexlog quer ressignificar a relação das pessoas com o sexo e, para isso, acredita que é preciso colocar a mão na massa, o que inclui decodificar o comportamento humano. Ao longo dos anos, estudando e trabalhando com o mercado adulto, passou a fazer parte de uma rede de mulheres interessadas e ativistas no assunto, por isso sabe que não está – não estamos – só. Idealizadora do cínicas (www.cinicas.com.br) e feminista sex-positive.

Sobre o blog

Dados e pesquisas sobre sexo e o comportamento dos brasileiros entre quatro paredes. Muita informação, tendências, dados – e experiências próprias! - sobre o assunto. Um espaço para desafiar tabus e moralismos em torno do sexo.