menu
Topo
Mayumi Sato

Mayumi Sato

Categorias

Histórico

À procura de férias mais apimentadas? Saiba pra onde vão os casais liberais

Mayumi Sato

28/11/2017 08h00

As férias vão chegando e os casais que durante o ano procuraram diversões alternativas (leia-se: realizar fantasias e fugir do trivial na vida sexual), também vão atrás de roteiros que atendem a esses novos desejos.

A boa notícia? Existem, no Brasil e no mundo, destinos considerados liberais! Muitos deles recebem apenas casais (dessa vez desacompanhados das crianças e outros parentes) onde a roupa é opcional e a satisfação garantida.

Leia também: O misterioso fetiche mais popular do Brasil
Conheça o Altporn: um pornô feito para mulheres

E não é preciso ser adepto do swing ou de qualquer outro fetiche. Podem ser apenas pessoas curiosas, abertas a conhecer novas possibilidades e com vontade de entender e curtir um pouco mais desse mundo. Assim como em qualquer outro espaço liberal, todos os envolvidos prezam por práticas seguras, saudáveis e consensuais e estão à vontade para ir até onde a vontade bater (e tudo bem se ela não aparecer).

Coordenei uma pesquisa com cerca de 3 mil casais liberais que indicaram alguns dos destinos mais populares entre eles:

  • Solar das Vertentes, em Arraial D'Ajuda – Bahia
  • Cap d'Agde, um complexo turístico da costa mediterrânea da França
  • Desire Resort & Spa, localizado na Riviera Maya, no México
  • Arraiáswing no Nordeste, na praia de Tambaba, em João Pessoa
  • Hedonism II, em Negril – Jamaica

Esses mesmos casais listaram os itens mais importantes para que um destino seja classificado como liberal:

  • Ambientes para swing (troca de casais)
  • Lugares liberados para sexo ao ar livre
  • Nudismo

Esse ano eu pude conhecer um desses lugares, localizado em Cancún. Se tiver curiosidade, gravei alguns vídeos por lá contando um pouco dessa aventura. E você, faria uma viagem liberal?

ATENÇÃO: A PROMOÇÃO DO SEXLOG (REDE SOCIAL DE SWING) JÁ FOI FINALIZADA.

Parte 1

ATENÇÃO: A PROMOÇÃO DO SEXLOG (REDE SOCIAL DE SWING) JÁ FOI FINALIZADA.

Parte 2

Sobre a autora

Mayumi Sato é meio de exatas, meio de humanas. Pesquisadora e diretora de marketing do Sexlog quer ressignificar a relação das pessoas com o sexo e, para isso, acredita que é preciso colocar a mão na massa, o que inclui decodificar o comportamento humano. Ao longo dos anos, estudando e trabalhando com o mercado adulto, passou a fazer parte de uma rede de mulheres interessadas e ativistas no assunto, por isso sabe que não está – não estamos – só. Idealizadora do cínicas (www.cinicas.com.br) e feminista sex-positive.

Sobre o blog

Dados e pesquisas sobre sexo e o comportamento dos brasileiros entre quatro paredes. Muita informação, tendências, dados – e experiências próprias! - sobre o assunto. Um espaço para desafiar tabus e moralismos em torno do sexo.