menu
Topo
Mayumi Sato

Mayumi Sato

Categorias

Histórico

Quando o assunto é nudes, o que faz mais sucesso?

Universa

25/10/2017 13h33

Ninguém liga pra sua barriga perfeita (foto: Getty Images)

Muita coisa mudou na minha vida desde que pensar em sexo também passou a fazer parte do meu trabalho. É um exercício diário de não julgamento das fantasias alheias e da forma como as pessoas escolhem explorar sua sexualidade.

Mas tem um outro fator que foi essencial para que, desde o começo, eu conseguisse enxergar a beleza de trabalhar com um assunto tão controverso: os nudes. Ver tanta gente diferente (e feliz, cheia de tesão e desejo) pelada me dá a exata noção do absurdo que é a cobrança pela busca de um padrão físico, principalmente entre as mulheres.

Numa pesquisa que fizemos ano passado, analisamos o comportamento de quase 9 mil usuários do site Sexlog (rede social de swing com quase 7 milhões de usuários), muitos deles formados por casais, outros por mulheres e homens solteiros. Selecionados aleatoriamente, criamos uma base bem diversa em vários aspectos, entre eles, a forma física. Pessoas gordas, magras, musculosas, baixas, altas, etc.

Leia também: O misterioso fetiche mais popular do Brasil
Conheça o Altporn: um pornô feito para mulheres

Nuca, bunda, pés ou barriga?

Diferente do que costumamos fazer com mais frequência, dessa vez a análise não partiu de um questionário. Pedimos autorização para classificar e categorizar o conteúdo de texto compartilhado por essas pessoas afim de encontrar padrões. Foram mais de 40 mil conversas, comentários e postagens que receberam cerca de 3mil tags para facilitar essa busca.

64,1% dessas conversas traziam adjetivos relacionado a alguma parte do corpo: braços, mãos, costas, nuca, pernas, bundas, bocas, pés, paus e vaginas. Difícil encontrar algo que não tenha sido fonte de desejo e elogios. Difícil, mas não impossível pois, curiosamente, ninguém se deu ao trabalho de falar sobre a barriga alheia.

Ao que parece, essa parte do corpo que é fruto de tanto desgosto, alvo de tanta reclamação e tratamentos estéticos, na hora H não faz a menor diferença.

Tapa da realidade

E é exatamente isso que ver tanta gente diferente pelada me ajuda a lembrar todos os dias: independentemente da sua forma física, sempre vai ter (muita) gente sentindo tesão por você.

Resumindo, ver nudes de pessoas tão reais/normais/diferentes sendo comentados e elogiados é um grande tapa de realidade!

É claro que, ter uma relação positiva com o próprio corpo não deveria passar pela aprovação do outro em nenhum aspecto. Mas a gente sabe como é difícil escapar das armadilhas da propaganda do corpo perfeito. E acho legal trazer mais elementos para desconstruir essa relação de tanta cobrança que temos com nós mesmas.

Manda mais nudes!

Pois quem aqui nunca sonhou com alguns centímetros a menos de barriga? Pois é. Da próxima vez que esse desejo surgir vale lembrar que, se esses centímetros não farão diferença alguma para você ou para quem quer que você deseje, não há nada que justifique essa preocupação. E manda mais nude que tá pouco =)

Sobre a autora

Mayumi Sato é meio de exatas, meio de humanas. Pesquisadora e diretora de marketing do Sexlog quer ressignificar a relação das pessoas com o sexo e, para isso, acredita que é preciso colocar a mão na massa, o que inclui decodificar o comportamento humano. Ao longo dos anos, estudando e trabalhando com o mercado adulto, passou a fazer parte de uma rede de mulheres interessadas e ativistas no assunto, por isso sabe que não está – não estamos – só. Idealizadora do cínicas (www.cinicas.com.br) e feminista sex-positive.

Sobre o blog

Dados e pesquisas sobre sexo e o comportamento dos brasileiros entre quatro paredes. Muita informação, tendências, dados – e experiências próprias! - sobre o assunto. Um espaço para desafiar tabus e moralismos em torno do sexo.